quarta-feira, 25 de março de 2009

Um brinde à boa digestão!

Luiza diz: sai dessa mulherrrrrrrrr
Luiza diz:arruma um novo amorrr
Luiza diz:levanta, sacode a poeira
Luiza diz:e dá a volta por cima!
(...)
Luiza diz:é sempre tempo de renovação!
Luiza diz:alooooooooo ooooooooooo
ELA diz:como renovar se dentro de mim, só tenho ele
Luiza diz:ahahah expulse
Luiza diz:cague-o
Luiza diz:kkkkkkkkkkkk
Luiza diz:kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Luiza diz:vc consegue
Luiza diz:vai doer mas o butuim é elástico
Luiza diz:kkkkkkkkkkkkkk
Luiza diz:tô brincando não...
Luiza diz:é verdade
Luiza diz:é o ciclo da comida
Luiza diz:vc come. é uma delícia. 
Luiza diz:daí vc digere
Luiza diz:e ela PRECISA SE transformar em cocÔ
Luiza diz:vc retém o que foi bom
Luiza diz:e daí expele
Luiza diz:ou melhor
Luiza diz:CAGA
Luiza diz:kkkkkkkkkkkk


Hoje de manhã choveu. Foi bom para passar o mormaço. O clima estava abafado, quase insuportável. 
E eu lembrei que faz tempo que eu não tomo um banho de chuva. 
Pois bem, apesar da TPM, o meu humor está ÓTIMO!
Hoje foi um dia de resoluções e conclusões. 
O Jacir me disse um ditado que eu não conhecia

"A desilusão é a visita da verdade."

E é mesmo. Pois entendi imediatamente o significado do adágio. Sim, a verdade me visitou. Muitas vezes nestes últimos meses. E bem... doeu!
Mas, estou conseguindo aos poucos me reerguer. E vou conseguir!!
A minha casa caiu. Descobri que as minhas muitas certezas eram um castelo de cartas. Como fosse frágil, ele caiu. Como fosse de areia, a onda fez o seu trabalho, e levou.
Daí para quem tinha muitas paixões, fiquei só. Ah ah.

E então, depois de pensar na chuva e em tudo isso, veio ELA falar comigo e sabe aqueles rompantes comparativos que eu tenho? ahaha tive um.

Vi que uma das visitas da verdade serviu como laxante.

Comi, reti os nutrientes e estava presa. O sistema digestivo não funcionava. Daí veio o laxante da verdade e enfim consegui expelir o incômodo. Falando no popular, CAGUEI o dito cujo. E daí estou leve leve...


Em tempo: temos que agradecer pelo alimento então, Obrigada Senhor pelos nutrientes que este alimento me trouxe. Foi amargo que nem jiló. Mas fez bem! Agora posso crescer forte e saudável!
Em tempo  2: Escrevo este relato ao som de Clara Nunes - Guerreira. Para ouvir você pode clicar aqui e escolher a faixa.

guerreira

clara nunes

Composição: João Nogueira / Paulo Cesar Pinheiro

Se vocês querem saber quem eu sou
Eu sou a tal mineira
Filha de Angola, de Ketu e Nagô
Não sou de brincadeira
Canto pelos sete cantos
Não temo quebrantos
Porque eu sou guerreira
Dentro do samba eu nasci,
Me criei, me converti
E ninguém vai tombar a minha bandeira

Bole com samba que eu caio e balanço o balaio no som dos tantãs
Rebolo, que deito e que rolo,
Me embalo e me embolo nos balangandãs
Bambeia de lá que eu bambeio nesse bamboleio
Que eu sou bam-bam-bam
E o samba não tem cambalacho,
Vai de cima embaixo pra quem é seu fã
Eu sambo pela noite inteira,
Até amanhã de manhã
Sou a mineira guerreira,
Filha de Ogum com Iansã

Salve o Nosso Senhor Jesus Cristo, Epa Babá, Oxalá!
Salve São Jorge Guerreiro, Ogum, Ogunhê, meu Pai!
Salve Santa Bárbara, Eparrei, minha mãe Iansã!
Salve São Pedro, Kaô cabecilê, Xangô!
Salve São Sebastião, Okê arô, Oxóssi!
Salve Nossa Senhora da Conceição,otopiabá, Yemanjá!
Salve Nossa Senhora da Glória, oraieiê, Oxum!
Salve Nossa Senhora de Santana, Nanã Burukê, Saluba, vovó!
Salve São Lázaro, atotô, Obaluaiê!
Salve São Bartolomeu, arrobobó, Oxumaré!
Salve o povo da rua, salve as crianças, salve os preto véio;
Pai Antônio, Pai Joaquim de Angola,vovó Maria Conga,saravá!
E salve o rei Nagô!


Moral da história: Um brinde à boa digestão!

Um comentário:

Driely Lago disse...

Adoreeeei!!!!Levanta msm,amiga!!!!!